AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Prefeitura intensifica combate à febre chikungunya com orientação sobre descarte de lixo

Equipe de mobilização da Secretaria Municipal de Assuntos Extraordinários (Semae) recebeu orientação de como informar a população sobre a prevenção da proliferação do mosquito transmissor da febre chikungunya.

Marluci Chermont, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, e Cleber Natal, responsável pelo setor de Vigilância em Saúde da Semsa, passaram informações relevantes para o conhecimento da população: como condicionar de forma correta o lixo, quais os sintomas da doença e medidas que devem ser tomadas caso haja suspeita de pessoas infectadas.

A equipe de mobilizadores da Semae está realizando um trabalho diário de informação à população sobre os malefícios de descarte irregular de lixo e entulho. As secretarias de Mobilização, de Obras e de Manutenção Urbanística (Semae, Semob e Semur, respectivamente) trabalham juntas para a limpeza e pavimentação de diversos pontos da cidade.

Mesmo com a coleta de lixo regularizada em toda a cidade, algumas pessoas insistem em jogar lixo em locais inapropriados, e em dias e horários fora do calendário de coleta, formando, com isso, as chamadas “lixeiras viciadas” e provocando um aumento significativo de criadouros de mosquitos transmissores da dengue e da febre chikungunya, além da infestação de pragas urbanas, como ratos e baratas, que podem ocasionar outros problemas de saúde.

É importante que todos fiquem atentos ao dia e horário de coleta de lixo domiciliar do seu bairro, e que colaborem para manter a cidade limpa e saudável.

Aline Brito/Asscom Semae

Fotos: Max Renê

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: