AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Espetáculo teatral mostra o surgimento das raízes afro-amazônidas

A cultura afro-brasileira e identidade afro-amazônica estarão em cena no espetáculo teatral “Eye Dundun: A revoada”, que reúne música, dança e batuque. As apresentações iniciam nesta quinta-feira (16) e prosseguem até o sábado (18), no teatro das Oficinas Curro Velho, sempre a partir das 19h.

O espetáculo é resultado da oficina de prática de montagem “Dança Afro e Narrativas Afro Amazônicas”, desenvolvida nas oficinas Curro Velho pelos professores Carmem Virgolino e Mailson Soares.

De acordo com o produtor do espetáculo, Mailson Soares, a produção de “Eye Dundum: A revoada” começou em agosto e passou por vários processos de construção, como palestra, workshops, roda de conversa, rodas de capoeira e outros.

O espetáculo fala da chegada no negro na Amazônia, de modo especial no Pará, como escravo, para trabalhar nas lavouras de café e algodão e também nos engenhos de açúcar. “Depois a gente dá um salto pra falar da situação do negro hoje, assassinado nas periferias, assassinado no campo em luta pela sua terra, e em meio a isso tudo também fazemos uma viagem pelo histórico da cabanagem”, relata Mailson Soares.

“Eye Dundum: A revoada” termina com um retumbão e traz a figura de São Benedito, como o negro amalgamado. “Da mistura com índio e o caboclo amazônidas surgirá uma nova cultura, embalada pelo retumbão e pela marujada, que a essa altura já são símbolos desse negro que já não é só africano e nem só brasileiro: é afro-amazônida”.

Serviço: Espetáculo teatral “Eye Dundun: A revoada”. Dias 16, 17 e 18 de novembro, a partir das 19h, no Teatro do Curro Velho – Rua Professor Nelson Ribeiro, nº 287, bairro do Telégrafo (no final da travessa Djalma Dutra). Entrada franca.

(Colaboração: Rejane Nascimento)

Por Andreza Gomes

Agência Pará

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: