Depois de disparar a R$3,80 e BC atuar mais forte, dólar reduz alta

Claudia Violante

Após saltar 1,70 por cento e bater no patamar de 3,80 reais, por conta do cenário externo e político local, a alta do dólar perdia força nesta terça-feira com a atuação mais forte do Banco Central.

Às 12:31, o dólar avançava 0,60 por cento, a 3,7659 reais na venda, depois ir a 3,8076 reais na máxima do dia, maior nível intradia desde março de 2016. O dólar futuro tinha alta de cerca de 0,60 por cento.

A moeda norte-americana já vinha operando em alta desde a abertura do negócios, influenciada pelo cenário político local, a poucos meses das eleições presidenciais, e pelo movimento no exterior, que ganhou força após dados mais robustos sobre a economia norte-americana.

No exterior, o dólar subia ante uma cesta de moedas e também divisas de países emergentes, como o rand sul-africano e o peso mexicano.

Pela manhã, foi divulgado que o índice de atividade de serviços nos Estados Unidos ficou em 58,6 em maio, ante previsão de 57,5 em pesquisa Reuters. Já o índice PMI final de serviços do país subiu a 56,8 no mesmo mês, ante 54,6 em abril e preliminar de 55,7.

Dados fortes de emprego dos Estados Unidos divulgados recentemente já haviam reavivado apostas de que o Federal Reserve, banco central do país, pode aumentar a taxa de juros mais três vezes este ano. As expectativas do mercado, por enquanto, são de mais dois aumentos até dezembro.

Saiba mais no site Investing

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.