Educa

Lava Jato prende banqueiro suspeito de ajudar Cabral para lavar dinheiro na compra de joias

Três pessoas foram presas. Banqueiro Eduardo Plass é sócio do TAG Bank, com sede no Panamá, e operou com a H.Stern, que assinou acordo de leniência.

Arthur Guimarães

Em nova etapa da Lava Jato no Rio, agentes da Polícia Federal prenderam na manhã desta sexta-feira (3) o banqueiro Eduardo Plass, ex-presidente do Banco Pactual e sócio da corretora Opus Participações e do TAG Bank, com sede no Panamá. A decisão é do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal no Rio.

O banco é relacionado ao esquema de corrupção que uniu o ex-governador do RJ Sérgio Cabral e o empresário Eike Batista. Plass mora em Londres, mas estava de passagem pelo Rio, o que alertou as autoridades. Também foram presas Maria Ripper Kos, sócia de Plass, e Priscilla Moreira Iglesias.

Veja íntegra no G1

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: