Macapá registra 97 casos confirmados de Covid-19 com 51 altas

O Município de Macapá tem 97 casos positivos de Covid-19. Os dados foram atualizados na manhã desta quinta-feira, 9 de abril. O Município possui 562 notificações de casos suspeitos, 488 descartados, 51 em recuperação e um óbito.

Nas últimas 24 horas, 44 pessoas deram entrada em Unidades Básicas de Saúde de Macapá: 30 amostras foram coletadas na UBS Lélio Silva e 14 no Marcelo Candia. Nesse mesmo período, foram realizados 34 testes rápidos, dois foram diagnosticados positivos para Covid 19.

 

51 pacientes recebem alta após cumprir período de quarentena

Cinquenta e um pacientes que haviam sido confirmados com o novo Coronavírus em Macapá receberam alta da quarentena, de acordo com a Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde. Segundo orienta o Ministério da Saúde, os pacientes atendem ao critério por terem passado 15 dias em isolamento domiciliar, a contar da data de início dos sintomas, e seguem assintomáticos.

Segundo a Secretaria de Saúde, até o momento, 97 pessoas receberam resultado positivo para Covid-19. Destes, 51 receberam alta, mas permanecem na estatística de casos positivos, e 46 ainda permanecem no período de isolamento domiciliar. “Após o décimo quarto dia, o Ministério da Saúde nos orienta a permitir que o paciente saia do isolamento domiciliar, mas que fique por mais uma semana em observação. Ou seja, a pessoa não precisa, necessariamente, ficar isolado em um só cômodo do domicilio, podendo ter contato com outros ambientes da casa e pessoas da família”, explica a coordenadora da Vigilância Epidemiologia, Ingrid Martins.

Isolamento que tem feito a diferença para a recuperação, como relatou o presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, o desembargador João Lages que cumpriu a quarentena e foi um dos primeiros pacientes a receber alta. “Sinto-me curado porque respeitei a quarentena. Não apresentei sintomas graves como a falta de ar, mesmo assim cumpri os 15 dias de isolamento domiciliar e permaneci por mais uma semana em observação, como recomendado pela equipe da vigilância, a qual recebi acompanhamento diário pelo telefone. O único remédio é ficar em casa e precisamos respeitar essas medidas de contrição”, conta.

Os casos com alta são de pacientes que iniciaram os sintomas na segunda quinzena de março. A primeira alta aconteceu no dia 28 de março: uma paciente mulher de 36 anos, que não precisou de internação hospitalar. No dia 29 de março, mais uma paciente de 43 anos também recebeu alta. Já no dia 30, dois pacientes do sexo masculino de 45 e 57 anos. No dia 31, somente uma paciente do sexo feminino, de 31 anos, recebeu alta.

Já em abril, a quantidade de pacientes que cumpriram a quarentena aumentou. No dia 1º, dois homens de 58 e 44 anos e uma mulher de 29 anos tiveram alta. Já no dia 3, três pacientes foram liberados, um homem de 63 anos e duas mulheres de 55 e 38 anos. No sábado, 4 de abril, seis pacientes foram liberados, cinco homens com idade entre 28 e 58 anos e uma mulher de 66 anos.

No domingo, 5, mais três pacientes, duas mulheres de 36 e 41 anos e um homem de 49 anos receberam alta. Já na segunda-feira, 6, seis pacientes sendo quatro homens de 30, 50, 57 e 76 anos, e duas mulheres de 36 e 39 anos também estão de alta. Na terça-feira, 7, somente um paciente recebeu alto, trata-se de um home de 34 anos. Na última quarta-feira, 8, seis pacientes terminaram o período de quarentena, sendo quatro homens de 26, 47, 58 e 65 anos e duas mulheres, uma de 28 anos e outra de 25 anos.

Nesta quinta-feira, 9, ocorreu o maior número de altas em um só dia, com 17 pacientes encerrando o período de quarentena, sendo sete homens com idades de 20, 30, 41, 46, 47, 52 e 62 anos e dez mulheres com idades de 16, 19, 37, 38, 43, 44, 47, 48 e 50 anos.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Jamile Moreira e Cássia Lima

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: