AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

O que a pandemia de 2020 tem a ver com o aquecimento global?

O que pandemia de coronavírus que estamos vivendo em 2020 tem a ver com aquecimento global?

Estamos vendo uma intensa redução planetária da poluição e das emissões de CO2, o dióxido de carbono, com a enorme redução da atividade humana durante esta pandemia de coronavírus. O CO2 é um dos principais gases de efeito estufa, que causa o aquecimento da atmosfera terrestre.

O grande aumento da paralisação na atividade economia do Brasil e do mundo é um dos efeitos causados pelo isolamento social provocado pela pandemia da covid-19.

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – divulgou em meados de maio que, em março de 2020, a produção industrial no Brasil recuou 9,1%, em média. Os cálculos para abril, mostraram que esta queda foi de 18,8% em relação à março de 2020 (série com ajuste sazonal). Segundo o IBGE, esta foi a queda mais acentuada, de um mês para outro, desde o início da série histórica que começou em janeiro de 2002. Em dois meses, juntando março e abril, a produção industrial no Brasil encolheu 26,1%.

Veja também:

Cadastro para o Auxílio Emergencial pode ser feito nas agências dos Correios

Bioparque da Amazônia recebe novos moradores neste período de pandemia

Amapá tem 15.166 casos confirmados, 10.700 em análise laboratorial, 7.095 pessoas recuperadas e 303 óbitos

Mas no Dia da Terra, 22 de abril, o discurso da diretor geral da OMM – Organização Meteorológica Mundial- foi no sentido de que a redução de CO2 que estamos vendo agora é passageira e não vai frear o aquecimento global.

Para conversar sobre efeito estufa, aquecimento global e as relações com a pandemia, o Clima entre Nós convidou o professor Tercio Ambrizzi. Ele é doutor em meteorologia, atualmente professor do departamento de ciências atmosféricas da USP- Universidade de São Paulo. Seu principal foco de pesquisa hoje é climatologia e mudanças climáticas.

De forma muita clara e didática, o professor Ambrizzi explica porque o ano de 2020 já pode ser considerado também histórico e uma referência para as questões climáticas do planeta Terra.

Via Climatempo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: