Meliponário do Bioparque conta com aproximadamente 200 mil abelhas

Neste domingo (03) se comemora o Dia Nacional das Abelhas, espécies presentes no Bioparque, que mantém uma fauna de insetos carismáticos, que são as abelhas sem ferrão sob manejo, fundamentais para a biodiversidade do local.

As abelhas são elementos naturais imprescindíveis para a reprodução da vida, isso porque elas ajudam na manutenção do equilíbrio do planeta. O Bioparque da Amazônia possui em seu meliponário aproximadamente 200 mil abelhas sem ferrão, fundamentais na polinização das plantas cultivadas e na preservação da biodiversidade no local.

“As abelhas nativas sem ferrão têm ocorrência na região neotropical, com alta biodiversidade de espécies no bioma amazônico, mas ocorrem em outras regiões da terra. Elas têm um papel importante para as florestas tropicais e impactam na natureza. Os catálogos apontam mais 300 espécies na Amazônia, todavia no Amapá temos 143 espécies, destas pelo menos 50 sem ferrão’’, explica o biólogo e gerente do meliponário do Bioparque, Richardson Frazão.

No Bioparque são manejadas 3 espécies de abelhas sem ferrão, sendo elas Melipona compressipes, M. fulva e M. paraensis, distribuídas em 130 colmeias no meliponário. Elas estão adaptadas aos ecossistemas presentes no local, vivendo livres na natureza.

Meliponário

O meliponário é um ecoatrativo dentro do Bioparque que promove o manejo da fauna desses insetos, que não possuem ferrão. O espaço trabalha com educação ambiental, destacando a importância dos animais para o mundo, no viés da conscientização e preservação do meio ambiente.

Além da explanação das diversidades de riquezas amazônicas, permitindo o contato da sociedade com as espécies, difundindo o conhecimento sustentável sobre o cultivo de abelhas.

O meliponário está localizado dentro da Trilha Sacaca e é aberto para visitas escolares e de grupos em geral, desde que agendados previamente. O agendamento pode ser realizado por meio do número de telefone (96) 99970-2084.

“Os guardas parques fecham os grupos e fazem o guiamento. Os visitantes conhecem um pouco do básico da biologia, da biodiversidade e da ecologia, além da educação ambiental, com a parte de incentivo ao manejo nos sistemas de meliponários, que são colmeias aglutinadas, que podem ser manejados e multiplicadas’’, comenta o biólogo Richardson.

Segundo o diretor-presidente do Bioparque, José Aranha Neto, o este espaço contribui com o repovoamento das abelhas na natureza, cumprindo o papel socioecológico da unidade.

“As abelhas estão em declínio, por isso o meliponário contribui com o meio ambiente, ajudando a manter esses insetos na natureza. Elas têm uma função ecológica importantíssima, que é a polinização. O Bioparque é um local de conhecimento, que visa o bem da sociedade, através de noções de sustentabilidade’’, afirma.

Bioparque

O Bioparque agrega três biomas presentes no Amapá. O espaço funciona de quarta a domingo, das 9h às 17h, com atividades voltadas para educação ambiental, contemplação da natureza e prática de esportes de aventura.

Aline Paiva

Fundação Bioparque da Amazônia

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: