Europeus tentam salvar acordo nuclear com Irã após saída dos EUA

Yara Bayoumy e Brian Love

Países europeus se empenhavam nesta quarta-feira em tentar salvar o acordo nuclear internacional com o Irã depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou seu país do pacto histórico, e Teerã expressou desprezo pelo líder norte-americano.

“O acordo não está morto. Existe uma saída norte-americana do acordo, mas o acordo ainda está de pé”, disse o ministro das Relações Exteriores francês, Jean-Yves Le Drian.

O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, que sempre foi relutante em seu apoio ao acordo e continuava desconfiado de Washington, acusou Trump de mentir, dizendo: “Senhor Trump, digo a você em nome do povo iraniano: você cometeu um erro”.

O presidente da França, Emmanuel Macron, deve conversar mais tarde nesta quarta-feira com o presidente iraniano, Hassan Rouhani, informou Le Drian. Teerã também sinalizou sua disposição para conversar.

Trump anunciou na terça-feira que vai retomar sanções econômicas contra o Irã para minar o que classificou como “um acordo horrível e unilateral que nunca, nunca deveria ter sido feito”.

Saiba mais no site Terra

Deixe uma resposta