Estudo mostra que a prática regular de atividades religiosas pode reduzir o risco de morte em 30%

Conheça casos reais de mulheres que se tornaram mães graças a Deus – a fé cura?

Será que a fé pode realmente ajudar no tratamento de inúmeros problemas de saúde? Muitos especialistas defendem que a crença no próprio tratamento é parte essencial na recuperação de uma pessoa.

Em reportagem ao programa Bem Estar, a pediatra Ana Escobar e o oncologista Fernando Maluf afirmaram que a fé é uma grande aliada da saúde, pode contribuir para a imunidade, melhora a resposta em tratamentos altamente invasivos como é o caso da quimioterapia e pode ser fator essencial na cura de males como a depressão.

Fé cura – comprovado pela ciência?

Em trabalho realizado pelo Instituto Pazzanese, reunindo 250 artigos de todo mundo, foi mostrado que a prática regular de atividades religiosas pode reduzir o risco de morte em 30%.

Este estudo também apontou que a religião pode contribuir intimamente para a redução da carga viral em pacientes com HIV, assim como também pode reduzir a incidência de mortes por AVC e problemas cardíacos.

Para que a fé de fato beneficie nos tratamentos, é indicado que a pessoa não ‘se entregue’ diante de um diagnóstico e que seja otimista quanto à própria recuperação, mesmo em momentos adversos.

Mulheres que alcançaram o sonho de ser mãe pela fé

A cantora evangélica Fernanda Brum afirma que os dois filhos são frutos de fé e muita oração. Sofreu no total quatro abortos espontâneos e quando engravidou dos filhos Isaque e Laura, tinha muito medo de perder as crianças e sofrer tudo novamente. O que deu forças à cantora foi a fé e muitas orações, dela e de pessoas próximas a ela.

No cotidiano muitas mulheres passam pela mesma situação da busca pelo sonho de ser mãe, como aconteceu com Élida Balero, 36, mãe da Ana Clara, 3. Foram oito anos de tentativas para engravidar. Élida sofria de ovários policísticos e procurou tratamento com mais de um especialista. Quando estava com uma suspeita de endometriose, descobriu que estava grávida:

“Depois de oito anos de tentativas, realizei finalmente o sonho de ser mãe. Acredito que o que me manteve na esperança foi minha fé em Deus”.

Um dos portais especialistas em informações para mulheres que desejam engravidar, Trocando Fraldas, publicou entrevista com uma das internautas, Lidyane Melo, 24, que em idade fértil, tentou por três anos engravidar.

Ela e o marido se submeteram a vários exames. Em março deste ano, Lidyane se submeteu ao exame conhecido como laparoscopia e foram descobertos focos de endometriose, após a retirada de sangue acumulado, todo o procedimento foi considerado um sucesso.

Na tentativa pelo sonho da maternidade, Lidyane enfrentou muitas frustrações por conta da expectativa pela gestação, mas não desistiu e atribui a Deus a tão esperada gravidez: “Deus falava comigo: tenha calma, está tudo sendo encaminhado por minha vontade”.

Essas pessoas famosas e desconhecidas em comum têm a fé de que não importa o problema, mas transportarão os montes para o meio dos mares e alcançarão a graça do milagre. Você acredita que a fé tem poder?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.