Educa

Unesco anuncia Rio como primeira Capital Mundial da Arquitetura

O Rio de Janeiro foi escolhido para sediar em 2020 o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, evento que pela primeira vez dará à cidade-sede o título de Capital Mundial da Arquitetura. O anúncio foi feito hoje (18) na sede da Organização das Nações Unidas para a Educação e Cultura (Unesco), em Paris.

O congresso acontece a cada três anos e, a partir da próxima edição, toda a cidade que sediá-lo será considerada capital mundial da arquitetura. O Rio foi selecionado para concorrer à vaga em 2014, e disputou com Paris, na França, e Melbourne, na Austrália.

O evento será realizado entre 19 e 26 de julho de 2020 e é promovido pela União Internacional dos Arquitetos (UIA). Estarão reunidos no Rio arquitetos e urbanistas do mundo todo para discutir temas como planejamento urbano, cultura, mobilidade, obras públicas e construção de cidades inclusivas. A expectativa é de que cerca de 25 mil pessoas venham à cidade para participar do congresso.

Será a primeira vez que o evento será realizado no Brasil, e o presidente do Instituto de Arquitetos Brasileiros, Nivaldo Andrade, ressalta que a cidade é uma referência por abrigar trabalhos de nomes como Oscar Niemeyer, Roberto Burle Marx e Lúcio Costa.

“A cidade é também uma referência de desafios contemporâneos para os arquitetos e de experiências positivas no campo do urbanismo, a exemplo dos programas de urbanização de favelas. Podemos dizer que o Rio sintetiza características encontradas em cidades não só do Brasil, mas de diversos países do mundo”, afirma ele.

O prefeito Marcelo Crivella prometeu se empenhar em transformar 2020 em um marco na história cultural da cidade, que é marcada pela diversidade de influências. “Teremos a oportunidade de ampliar a relação de pertencimento dos moradores da nossa cidade com o seu patrimônio histórico e arquitetônico, difundindo e preservando esse acervo”, comemorou o prefeito em nota enviada à imprensa pela assessoria de comunicação da Prefeitura.

O prefeito foi representado no evento pela secretária municipal de urbanismo, Verena Andreatta, que acredita que a cidade passará por um momento de discussão sobre as condições urbanas.

Entre os locais que receberão o evento está o Palácio Gustavo Capanema, um dos principais marcos do modernismo na cidade. O projeto do prédio no centro da cidade é assinado por grandes nomes da arquitetura brasileira, como Lúcio Costa, Oscar Niemeyer e Affonso Eduardo Reidy.

EBC

Um comentário em “Unesco anuncia Rio como primeira Capital Mundial da Arquitetura

  • janeiro 20, 2019 em 9:40 pm
    Permalink

    O Rio PRECISA de mais Ecleticismo, neo-clássico e Art Déco, pelo Amor di Deus! Chega de modernismo!!! E o Lucio Costa não devia ser renomado, ele é um vilão que de forma criminosa desfigurou o Rio do estilo eclético. Basta ver como a Av. Rio Branco era antigamente. Também não se pode esquecer do triste desfecho do pavilhão Monroe, muitos cariocas hoje nem sabem que já existiu, bem ali no final da Cinelândia. Há um filme documental de época americano da década de 30, com o título “Rio Cidade do esplendor” onde mostra a beleza do Rio de Janeiro, a verdadeira cidade maravilhosa como era. É preciso mais daquilo; mais esquinas de cúpulas e telhados inclinados. Revivam este Rio, o carioca agradece!

    Resposta

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: