12 livros emocionantes para dar de presente no Dia das Mães

Veja alguns títulos bem bacanas para presentear sua mãe neste dia tão especial.

Fernando Gomes

O Dia das Mães está chegando e você ainda não sabe exatamente como presenteá-la neste dia tão especial? A gente te ajuda! Um bom livro é sempre uma opção interessante e prática na hora de escolher um presente. E nós temos alguns títulos para te sugerir.

Na nossa lista tem um pouco de tudo. Títulos de ficção, maternidade, poesia, biografia… Enfim, tem para todos os gostos! E nada melhor que presentear alguém que você ama com uma bela história emocionante, não é mesmo? Confira as nossas sugestões!

1- “Meu jeito de ser mãe” – Fernanda Rodrigues

A atriz e apresentadora discorre sobre os principais acontecimentos que envolvem o período de gravidez e maternidade. Com a consultoria de uma obstetra-ginecologista, uma dermatologista e uma pediatra, ela fala de momentos marcantes para qualquer mãe, como a amamentação, parto e o relacionamento com os filhos.

Um retrato comovente que fará com que sua mãe se sinta representada, com certeza!

2- “Mademoiselle Chanel e o Cheiro do Amor” – Michelle Marly

A importância de Coco Chanel para o mundo da moda é inegável. Considerada uma das cem pessoas mais importantes do século XX, a personagem histórica é retratada aqui em um viés pessoal e intimista.

O romance, baseado em fatos reais, tem como ponto de partida um acontecimento trágico na vida de Coco: a morte de seu amado Boy Chapel. Aos 38 anos e sendo vista como uma estilista revolucionária, ela cai em profunda tristeza quando seu companheiro morre. O que a motiva a seguir em frente é o seu desejo de encontrar uma fragrância única e exclusiva. É a partir daí que “Mademoiselle Chanel e o Cheiro do Amor” traça sua história.

3- “Fátima” – Berthaldo Soares & Kenya Camerotte Soares

Conheça a história da santa que apareceu para três crianças pobres, mudou o rumo de guerras, salvou a vida de um papa, revelou um segredo ainda cercado de mistérios e conquistou o coração dos católicos.

O livro traça os ocorridos apurados das ações de Fátima, que são recheados de momentos interessantes e encantará os seus leitores. É uma boa opção para quem gosta de tramas envolvida pela fé e pela devoção.

4- “Minha história” – Michelle Obama

Michelle Obama, ex-primeira-dama dos Estados Unidos, assumiu a primeira pessoa e relatou com suas palavras como foi a experiência durante os oito anos de governo de seu marido, Barack Obama.

Ela descreve seus triunfos e suas decepções, tanto na vida pública sob os holofotes da mídia, quanto na privada. Sua história é envolvente e irá despertar a comoção em que ler seu lado da história!

5- “Revolução Laura: Reflexões Sobre Maternidade e Resistência” – Manuela D’Avila

Manuela D’Ávila aceitou concorrer à presidência do Brasil em novembro de 2017 e se tornou, em agosto de 2018, candidata à vice – chegando até o segundo turno. Em paralelo a isso, Manuela também enfrentou o desafio de cuidar de sua filha Laura, de dois anos.

O livro abrange seu lado materno e afetivo, incluindo as dificuldades de criar uma filha em momentos conturbados do nosso país. É uma conversa sobre direitos, feminismo e liberdade. Também é sobre ser mãe e mulher, acolher e sonhar com um futuro para a filha. Com certeza, irá emocionar suas leitoras!

6- “O que o Sol faz com as Flores” – Rupi Kaur

A mesma autora do sucesso “Outros jeitos de usar a boca” traz mais uma vez sua poesia tocante e representativa em “O que o sol faz com as flores”. A coletânea reunidos escritos de Rupi Kaur que tem como temática o crescimento, a cura e o amadurecimento.

Quem gosta de poesias intrigantes, não há duvidas: este é um belo título para se emocionar e se confortar (ou chorar um pouco) com as palavras arrebatadoras da indiana.

7- “Americanah” – Chimamanda Ngozi Adichie

Chimamanda é uma deusa, já começamos aí. E seus livros então, maravilhosos! Este romance retrata uma história de amor implacável que envolve questões de gênero, raça e identidade. A personagem principal enfrenta as dificuldades de seu primeiro amor, enquanto lida arduamente com os tempos sombrios de uma Nigéria sob o comando do governo militar.

“Americanah” é uma história arrebatadora e imperdível. Esta trama vai até virar minissérie, produzida por Lupita Nyong’o!

8- “Persépolis” – Marjane Satrapi

“Persépolis” é uma autobiografia famosa em formato de HQ, que chama atenção por sua abordagem. Marjane Satrapi é uma criança de dez ano que teve de usar o véu islâmico numa sala só de meninas. Os capítulos desse livro exploram as duras regras do regime xiita sob a visão de uma personagem inocente e despretensiosa.

Os desenhos dão o toque final na história e a tornam ainda mais especial para quem lê. É uma ótima sugestão para presentear quem gosta desse estilo!

9- “71 Leões” – Lau Patrón

A publicitária Lau Patrón traz em uma narrativa comovente a sua trajetória com seu filho João Vincente, que foi diagnosticado com uma síndrome raríssima. Nessa espécie de “diário” intenso, Lau relata os dias em que passou no hospital e a apreensão que sentiu ao esperar respostas sobre o estado de saúde de seu filho.

O relato é emocionante e, com certeza, impressionante. As mães vão se identificar com o posicionamento da autora que, assim como elas, protegem e desejam o melhor para seus filhos.

10- “Maria Bonita” – Adriana Negreiros

Lampião não era o único personagem icônico do sertão nordestino. Maria Bonita, a mulher mais importante do cangaço brasileiro, sempre esteve presente nos fatos que marcaram a época em que viveu e aqui, nesta obra, seu perfil é traçado a fundo.

Fãs da nossa história poderão conferir detalhes da vida da cangaceira sob uma perspectiva mais completa e feminista. Sua imagem é vista sob um olhar mitificado, mas existe uma outra versão por trás disso. Uma versão que não diminui o caráter transgressor da Rainha do Sertão.

11- “A vida Não é Justa” – Andréa Pachá

A obra é centralizada na vivência de 15 anos da autora como juíza de uma Vara de Família. Durante esse tempo, ela acumulou um rico acervo de histórias de casais em momentos de crise – isso inclui desde divórcios até investigação de paternidade. O título convida a leitora a se aprofundar nessas histórias que vão despertar sentimentos mistos.

12- “A Amiga de Leonardo da Vinci” – Antonio Cavanillas de Blas

Cecília Gallerani foi uma mulher extraordinária que desafio os preconceitos e discriminações de sua época. Amiga próxima de Leonardo da Vinci, a mulher rejeitou um casamento arranjado, teve contato com reis, nobre e artistas e presenciou a ascensão e queda de reinos. “A Amiga de Leonardo da Vinci” é um retrato feminino de uma mulher livre em plena Itália Renascentista. Imperdível!

M de Mulher

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: