AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Acre lidera ranking de vendas no 12° Salão do Artesanato em Brasília

O Acre atingiu o topo do ranking de valor comercializado dentre todos os estados que participaram do 12° Salão do Artesanato, realizado entre os dias 8 e 12 de maio, em Brasília. O Salão do artesanato possibilita a disseminação da diversidade de matérias-primas existentes no Brasil, assim como a riqueza cultural, artística e histórica contida em cada peça produzida artesanalmente.

Os artesãos do Acre comercializaram mais de R$ 347 mil em cinco dias. Foram mais de R$ 281.700 em vendas durante a feira e R$ 65.334 em peças encomendadas. O segundo colocado realizou a venda de R$ 139 mil. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia nesta quinta-feira, 16.

“Ficamos em primeiro lugar no ranking de valor comercializado no comparativo com outros estados. Este resultado é fantástico. Precisamos estimular as pessoas a desenvolverem suas habilidades artesanais e ganharem dinheiro com isso”, destacou a secretária de Empreendedorismo e Turismo do Acre, Eliane Sinhasique.

Entre os produtos de maior sucesso, estiveram as obras de marchetaria do cruzeirense Maqueson da Silva. São porta-joias e bolsas inspiradas na floresta amazônica e na cultura local. “Além de tudo o que vendemos durante os dias de evento, ainda fechamos várias encomendas”, comemora Edmilton da Silva, responsável pela comercialização das peças.

A empresária Elizabeth Vassiliou foi uma das clientes dos artesãos que levaram seus produtos para expor em Brasília. Ela é responsável pela loja Cores do Brasil em São Paulo e comprou peças em marchetaria. “Metade do que estou comprando já tem venda garantida”, disse a empresária durante o evento.

Segundo dados divulgados pelo Programa do Artesanato Brasileiro (PAB), o aumento das vendas cresceu 290% em relação ao ano passado. O volume de encomendas também cresceu e apresentou variação positiva de 492% se comparado com resultados de 2018.

“O resultado financeiro que os artesãos tiveram durante o evento confirma o potencial do estado para o artesanato, que é de excelente qualidade, diverso, com influência indígena e da cultura seringueira”, reforçou a secretária.

Resultado positivo

A coordenadora do Artesanato da Secretaria de Empreendedorismo e Turismo do Acre, Suelany Paiva, credita o sucesso de vendas alcançado pelos artesão acreanos às políticas públicas de incentivo ao setor. Governo do Estado e Sebrae têm trabalhado em parceria na consolidação do artesanato como atividade econômica.

Agencia Acre

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: