Educa

Sábado tem retirada de mastros no Curiaú para continuar a tradição

A devoção à Santíssima Trindade continua neste final de semana na Favela, no barracão da Gertrudes Saturnino, com a saída para o ritual do corte do mastro no Curiaú e roda de marabaixo no final da tarde de sábado, 25. Esta programação integra o calendário do Ciclo do Marabaixo 2019, realizado por quatro núcleos de famílias tradicionais de Macapá e um da zona rural, em homenagem à Santíssima e Divino Espírito Santo. O Ritual do Corte dos Mastros será às 8:30, seguido de almoço. A roda de marabaixo inicia às 17h.

O Ciclo do Marabaixo na Favela, chamado atualmente de bairro Santa Rita, iniciou no Sábado de Aleluia com o Marabaixo da Aceitação, quando devotos e público em geral participaram da roda ao som de caixas, versos e “ladrões” tradicionais, na casa da família Costa, de onde descende a família das falecidas Gertrudes e Natalina, pioneiras do Amapá. A Santíssima Trindade, simbolizada pela coroa com o planeta e a pomba, e enfeitada de fitas, foi para o altar de consagração, dando continuidade à tradição das famílias descendentes de negros do início do povoamento de Macapá.

Neste sábado, todos os grupos de marabaixo e familiares que festejam o Ciclo do Marabaixo seguem para o quilombo do Curiaú onde o ritual do corte dos mastros é realizado. Os participantes dos festejos do barracão de Gertrudes Saturnino, por aderirem às campanhas de conscientização ambiental, não cortam mais os mastros que são utilizados até o final do Ciclo do Marabaixo, mas participam do ritual e fazem a reposição de mudas de vegetais para substituir as que são derrubadas.

“Continuamos a tradição de nossos ancestrais, mas tivemos que nos adequar para garantir a sobrevivência de nossa cultura, uma vez que, com o crescimento da cidade, nosso barracão ficou imprensado entre prédios residenciais e comerciais, e a vizinhança mudou, muitos não conhecem as tradições, mas fazemos questão de manter o respeito, e obedecer as leis ambientais. Por este motivo trabalhamos a  educação ambiental com os participantes e só soltamos fogos cedo da noite, mandamos fazer um mastro artificial e replantamos os que são retirados”, afirma Vadinete Costa.

No final da tarde deste sábado, a partir das 17h, o barracão estará aberto para a roda de marabaixo, com a distribuição de gengibirra  e caldo. O encerramento é à meia-noite. A programação na Favela em devoção á Santíssima Trindade continua dia 7, com as ladainhas, até dia 15 de junho; Marabaixo da Santíssima, dia 9, de 16h às 7h do dia seguinte. No Domingo da Santíssima, 16, inicia com café da manhã, missa, almoço dos Inocentes, baile social e roda de marabaixo; no dia 20, tem Marabaixo de  Corpus Christi e dia 23,  o Ciclo do Marabaixo encerra com a derrubada dos mastros.

O barracão da Gertrudes Saturnino está localizado na avenida Duque de Caxias, entre Manoel Eudóxio e Professor Tostes.

Mariléia Macie

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.