Frutas da Amazônia que você precisa provar na vida

A Amazônia possui um universo inexplorado e muitas das frutas são apreciadas pelo mercado internacional

Açaí

A demanda desta fruta – que cresce em uma palmeira da qual também se extrai o palmito – aumenta a cada dia em todas as partes do planeta. Isso porque estas pequenas bolinhas roxas e carnudas concentram uma grande quantidade calorias, cálcio, ferro, proteínas (em um nível similar ao do leite) e vitaminas que o transformam em um superalimento.

Costuma ser consumido misturado ao xarope de guaraná, num receita que se parece a um sorvete. Também é tomado em forma de suco, principalmente no estado do Pará e em sua capital, Belém.

Coco

Apesar de não ser uma fruta amazônica – não se sabe ao certo a sua origem –, hoje em dia esta planta pode ser encontrada nas zonas tropicais de todo o mundo. O coco é consumido de várias formas: quando verde, está cheio de uma bebida (não confundir com o leite de coco) ideal para a desidratação.

A fruta também produz o óleo de coco, muito utilizado na indústria cosmética por causa de suas propriedades. Além do mais, a sua polpa ralada é usada na elaboração de várias sobremesas.

Veja também:

Amapá tem agora 479 casos confirmados, 957 em análise laboratorial e 14 óbitos

Conheça plataformas para fazer videoconferência no período de isolamento social

Buriti

É a uma das palmeiras mais características do Amazonas e sua impressionante produção pode chegar a 10 mil frutas por árvore em um ano. Pequena, tem a casca parecida com a pele de um réptil, vermelha escura, e sua polpa amarela tem até 20 vezes mais beta caroteno (vitamina A) do que a cenoura. Além de ser antioxidante, produz um óleo com efeito analgésico e cicatrizante para a pele.

Veja mais no Em Tempo

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: