Coalizão antipirataria derruba dois provedores de IPTV

Domínios ofereciam acesso a milhares de canais de forma ilegal

Luiz Nogueira

No ano passado, grandes empresas da indústria do cinema e dos programas de TV se uniram sob o nome Motion Picture Association of America (MPA) para agir contra sites e serviços piratas que violam seus direitos autorais.

Agora, o MPA lidera uma nova inciativa, chamada de Alliance for Creativity and Entertainment (ACE). O projeto é uma coalizão global antipirataria que tem como objetivo encontrar e fechar plataformas que distribuem conteúdo protegido.

Veja também:

Amapá tem 2.671 casos confirmados, 5.147 em análise laboratorial, 752 pessoas recuperadas e 73 óbitos

MP-AP ajuíza ação para que Justiça determine que GEA transfira pacientes do Hospital de Emergência para Centros Covid-19

Versão em libras do edital do Enem Impresso é disponibilizada pelo Inep

O foco atual da ACE são os provedores de IPTV ‘piratas’. Em uma ação recente, dois deles, o T.KO TV e DripTV, caíram após investidas jurídicas do grupo. Ambos ofereciam pacotes de assinatura que davam acesso a canais de TV pagos. Os preços são baixos, o que fazia com que os consumidores preferissem o serviço ao invés de versões legítimas.

A T.KO TV é bastante conhecida na internet por oferecer cerca de 3.200 canais por valores populares. A DripTV é bastante semelhante, oferecendo o mesmo serviço. Agora, os sites dos provedores exibem uma contagem regressiva com o logo da ACE antes de direcionar o usuário para um portal com detalhes sobre a operação antipirataria.

Veja mais no Olhar Digital

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: