img#wpstats{display:none}

Cresce a procura por cursos de inglês gratuitos a distância no Brasil

Foi-se a época em que a falta de tempo ou de dinheiro eram consideradas impedimento para aprender inglês. Com o aumento da demanda por soluções gratuitas de ensino de inglês à distância, em um futuro próximo a situação atual poderá ser revertida no Brasil, onde apenas 5,1% da população afirma ter algum conhecimento da língua inglesa e menos de 3% são considerados fluentes no idioma, segundo dados recentes da pesquisa do British Council no país.

A startup Kultivi, por exemplo, conta com uma plataforma de ensino gratuita que visa a democratização do ensino. Ela oferece mais de 80 cursos em diferentes áreas, como idiomas, administração, medicina e advocacia, e tem registrado um crescimento na procura por cursos de inglês. De acordo com um dos seus fundadores, Claudio Matos, os cursos de inglês já contam com 173 mil alunos e oferecem 220 aulas gratuitas, que custariam um total de R$ 10 mil por estudante caso fossem cobradas.

Já a startup ChatClass permite que o aluno aprenda inglês com foco na conversação por meio do WhatsApp. Trata-se de uma solução também gratuita e que já reúne mais de 150 mil estudantes de diferentes backgrounds sociais. A nova solução, considerada bastante simples e prática, consiste na utilização de um robô que corrige as mensagens recebidas e respondidas via WhatsApp.

Outras aplicações online para aprender inglês, como aplicativos de tradução do inglês para o português, também vêm ao encontro do estudo realizado pelo British Council, que destaca a Internet como uma ótima opção para o aprendizado do idioma, pois oferece maior flexibilidade de horário e melhor custo-benefício. No entanto, a pesquisa ressalta que as soluções precisam ser atraentes o suficiente para cativar os alunos, focando especialmente na conversação – principal necessidade identificada no estudante brasileiro – e exigindo maior disciplina para a realização das tarefas em casa.

Origem da língua inglesa

O inglês foi primeiramente identificado como língua entre os povos germânicos, Anglo e Saxões, quando invadiram a Inglaterra por volta do século 5. Durante mais de 1500 anos, o inglês sofreu influência também de muitas outras línguas, como o franco-normando e o latim, e foi historicamente dividido em três fases distintas: Inglês Antigo, Inglês Médio e Inglês Moderno. Este último se consolidou com a expansão do Império Colonial Britânico ao redor do mundo, o desenvolvimento da literatura e das artes e o surgimento de grandes escritores como William Shakespeare (1564-1616). A tradução da Bíblia em Inglês, por volta de 1600, pelo Rei James I, conhecida como “A versão de James I” ou “Versão Autorizada”, também contribuiu para a democratização e unificação da língua inglesa no Império Britânico.

Com a difusão da língua inglesa ao redor do mundo, muitas palavras passaram a ser incorporadas também à língua portuguesa e hoje integram nosso cotidiano, sendo a maior parte dos termos ligada sobretudo à tecnologia. Exemplos que podemos mencionar são smartphone, tablet, e online, todos amplamente utilizados no âmbito da internet e da tecnologia, sendo alguns encontrados, por exemplo, no website da multinacional de tecnologia Apple. A expansão e o uso recorrente de redes sociais como Facebook e Instagram, por exemplo, também popularizaram e mesclaram ao português palavras como post, live e tag. Além dos ramos da tecnologia e da internet, outro setor que também incorporou muito da língua inglesa nas atividades e nos serviços por ele oferecidos é o do entretenimento. Se verificarmos, por exemplo, o site de roleta online da Betway Cassino, perceberemos que termos como split, street e straight-up são parte da terminologia relativa á modalidade, que pode ser jogada tanto em sua forma tradicional quanto no cassino ao vivo disponibilizado na plataforma. Nos jogos de RPG, nos quais os jogadores assumem o papel de personagens e criam narrativas de forma colaborativa, também são utilizadas diversas palavras em inglês. O próprio nome do jogo já resulta dessa forte influência que a língua inglesa exerce em nosso dia a dia, visto que RPG é o acrônimo para role-playing game. Entretanto, termos como storyteller e dungeon master também são utilizados em jogos no estilo de Dungeons & Dragons.

Mercado

Considerado o idioma universal, a língua inglesa tem hoje mais de 400 milhões de falantes nativos, sendo um dos idiomas oficiais em mais de 50 países. Entre as vantagens de se ter o domínio da língua inglesa estão viver novas oportunidades em nível internacional, conquistar cargos de liderança e crescer na vida profissional. Além disso, por meio desse conhecimento o indivíduo passa a ter mais possibilidade de entrar em contato com outras culturas e aprender sobre elas, proporcionando mais oportunidades de estudo em instituições internacionais e uma adaptação mais tranquila caso passe uma temporada em países onde o inglês é a língua predominante.

Pixabay

Com a crescente presença do inglês e de outras línguas em nosso cotidiano, a busca pela aprendizagem de mais de um idioma só tende a aumentar. Trata-se de um mercado em franca expansão. Segundo recentes dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), as franquias de idiomas já representam hoje 6% do faturamento total do setor de educação, que em 2018 movimentou R$ 11,4 bilhões e registrou um aumento de 6,5% no número de unidades.Certamente, ter o domínio da língua inglesa trata-se de uma habilidade essencial exigida para as profissões do futuro, como comunicação, administração, tecnologia, entre outras. Saber inglês não só contribui para melhores oportunidades de trabalho como também para uma melhor adaptação às novas tecnologias, além de ajudar a desenvolver uma mente mais aberta para conhecer outras culturas.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: