Advogado assume autismo e revela nuances sobre o assunto

Na manhã deste sábado (04), durante o programa Togas e Becas (Diário 90,9 FM), o advogado e componente da bancada, Helder Afonso, admitiu ser autista e que está lutando para melhorias da categoria.

Segundo ele, em agosto de 2021, depois de 47 anos, se descobriu portador do Transtorno do Espectro Autista (TEA) de nível leve/moderado. Segundo dados do Governo do Amapá, mais de 28 mil pessoas já foram diagnosticadas com a condição.

“Esse assunto precisa ser encarado com responsabilidade não só pela sociedade civil, mas pelo poder público. São mais de 1,3 mil crianças que precisam de atendimento e acompanhamento. Eu sou ex-atleta, advogado, professor e minha condição não me reduz a nada”, disse.

Helder afirma que, após sua companheira perceber alguns comportamentos diferentes, decidiu investigar.

“Depois que eu conheci a minha companheira, Suleima Cláudia, ela passou a conviver comigo e perceber alguns comportamentos que eu desenvolvia e me disse para procurar um psiquiatra e verificar se era autismo. Depois que recebi o diagnóstico, comecei a me entender e a aceitar minha condição”, explicou.

O advogado, agora abraçou a causa e busca, junto a outros autistas, políticas públicas efetivas para que todos possam ter acesso a um atendimento especializado, tanto crianças, quanto adultos.

“Esperamos que o Governo do Estado olhe com carinho para nossa causa e contrate mais psicólogos, neuropsiquiatras para tratar os que precisam, pois muitos não tem condições de pagar um tratamento pela rede privada de saúde”.

Via Diário do Amapá

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" para ajudar a manter esse site. basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: