AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Justiça determina regularização de atendimentos a pacientes de urologia

Um relatório da Defensoria Pública Estadual do Tocantinsmostra que os pacientes aguardam até oito anos por cirurgia de urologia no estado. Segundo dados da Secretaria de Saúde, em novembro do ano passado, 481 pacientes estavam à espera de cirurgias urológicas.

Com base nesses dados, a Defensoria Pública e o Ministério Públicoajuizaram em setembro de 2017 uma ação civil pública com pedido de liminar. Esta semana, a Justiça determinou que o Estado do Tocantinsregularize os serviços de atendimento aos pacientes de urologia.

O Estado deve providenciar, no prazo de 60 dias, a regularização do fornecimento de materiais e insumos necessários ao tratamento dos pacientes. Outra medida é relacionar os materiais que estão em falta para a realização dos procedimentos cirúrgicos urológicos.

No prazo de 40 dias, os pacientes que estão na fila de espera de urologia no Tocantins devem ser reavaliados. A Justiça exige ainda do Estado um plano estratégico que garanta a oferta de cirurgias urológicas de forma organizada, para evitar novos atrasos.

Tentamos contato com a Secretaria de Saúde do Tocantins, mas ainda não obtivemos retorno.

Outros destaques desta edição do Repórter Nacional – Amazônia:

– Ministro da Saúde Ricardo Barros assinou em Roraima plano integrado para atender imigrantes Venezuelanos

– Ministério Público denuncia vinte cinco proprietários de dragas por exploração ilegal de minérios no Rio Madeira

Escute o programa na íntegra:

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: