Educa

Conheça os atrativos culturais da cidade de Itu, no interior de São Paulo

Na região central de Itu fica a Casa da Praça que reúne acervos do Museu de Arte Sacra (MAS) e do Museu e Arquivo Histórico Municipal de Itu (Mahmi).

A cidade de Itu, localizada 100 km da capital paulista, vem se destacando pelos seus atrativos culturais. Em 2012 a cidade ganhou o museu Fábrica de Arte Marcos Amaro, localizado em uma área de 25 mil metros quadrados. O museu fica onde funcionou a a Fábrica São Pedro, importante polo da indústria têxtil, do no século XIX. A cidade de Itu tem uma boa estrutura hoteleira, além de pousadas aconchegantes.

O museu FAMA, como é conhecida a Fábrica de Arte Marcos Amaro, tem em sua aérea interna ateliês, salas e áreas ao ar livre para a realização de performances, residências artísticas, exposições individuais e coletivas, com o objetivo de incentivar a criação artística contemporânea, investigar os caminhos da arte e possibilitar ao público o acesso ao acervo do colecionador e artista Marcos Amaro.

Com quase 1,3 mil obras, entre pinturas, desenhos, gravuras, esculturas e instalações de nomes como Portinari, Tarsila do Amaral, Nelson Leirner, Cildo Meireles, Tunga e Aleijadinho, o museu Fábrica de Arte Marcos Amaro, que já ocupa todo o quarteirão da antiga fábrica, receberá, em breve, atualização arquitetônica que o deixará ainda mais bonito e funcional.

Toda a estrutura já conta com um confortável café-bistrô e, muito em breve, também oferecerá ao público um restaurante com o melhor da culinária brasileira. O museu inaugurou em julho deste ano, a primeira galeria de arte a céu aberto da cidade, o Parque Escultórico Linear. Obras de grandes nomes da arte contemporânea estarão dispostas ao longo da Avenida Galileu Bicudo, importante via da cidade.

Na região central de Itu fica a Casa da Praça que reúne acervos do Museu de Arte Sacra (MAS) e do Museu e Arquivo Histórico Municipal de Itu (Mahmi), além de oferecer exposições e aulas de violão, desenho e teatro para a população.

Além destes, o Museu da Música resgata a tradição musical da região, que remonta três séculos, desde os mais antigos mestres de capela, às diferentes manifestações populares como as modas de viola, as umbigadas e o famoso samba de terreiro.

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: