Campanha ‘Eu Voto na Amazônia Viva’ engaja jovens estudantes em Manaus

Nesta sexta-feira,  12 de agosto, Dia Internacional da Juventude, a Fundação Amazônia Sustentável (FAS) realizou uma ação especial na Escola Estadual Ernesto Penafort, localizada no bairro São José Operário, Manaus, com o objetivo de divulgar as campanhas “Eu Voto na Amazônia Viva“. 

     A principal orientação da campanha, executada pela FAS com apoio do Instituto Clima & Sociedade (iCS) e em parceria com o Farol Verde e Coletivo Namaloca, é que “para manter a Amazônia em pé, fértil e fazer dela mais protegida, justa e próspera, começamos com a participação de todas e todos nas urnas”.  

No próximo dia 2 de outubro de 2022, alerta a campanha, cada voto conta para eleger plataformas que coloquem a Amazônia nas prioridades do país. 

Para a  educadora e consultora das campanhas, Nathália Flores, o dia comemorativo foi a oportunidade certa para chamar a atenção dos jovens sobre os objetivos da campanha.   

“Nosso principal intuito foi aproveitar o Dia Internacional da Juventude para debater temas relacionados à manutenção da Amazônia viva e a importância do voto consciente para a proteção do bioma. Nós compartilhamos a mensagem de que a Amazônia que queremos é a Amazônia com florestas preservadas, com igarapés limpos e com a nossa cultura e valores conservados”, explica Nathália.  

No pátio em frente à escola, entre 10h e 14h, foi montada uma tenda onde a equipe do projeto junto com a participação de voluntários do coletivo Namaloca distribuiram materiais de comunicação da campanha “Eu Voto na Amazônia Viva” (adesivos individuais e para carros), que visa estimular o diálogo entre a sociedade civil dentro e fora da Amazônia Legal para fortalecer a defesa socioambiental no território, e de instituições parceiras (iCS, Amazônia de Pé e Megafone) com foco na mobilização de juventudes para o voto consciente. 

A gestora de projetos do coletivo Namaloca, Mel Angeoles, avalia que ações de mobilização como essa, focadas na juventude de periferias, traz impactos positivos para cada um daqueles que participam e compreendem a mensagem que está sendo propagada.  

“Quando se fala de periferia, muitas vezes as vozes da juventude são invisibilizadas. Dar oportunidade para os jovens se expressarem e abrir esses espaços seguros de diálogo em que eles possam falar e nós consigamos, de fato, ouvi-los é essencial”, afirma a gestora.  

O ativista social Jander Manauara, também representante do coletivo Namaloca , reafirma a ideia passada por Mel e considera necessário que a força da juventude unida não seja esquecida.  

“É importante sempre lembrar que a juventude tem voz, tem conhecimento e já é consciente do que faz. O que nós fizemos foi tentar aproximar os jovens, levar conscientização sobre a defesa da floresta e fazê-los entender que é possível sonhar com um mundo melhor”, reforça o ativista.  

Juventude impactada 

Entre os jovens presentes durante a ação, Messias  Isamel, de 16 anos, reforçou que a campanha veio em um momento importante para engajar os jovens que, em sua maioria, irão votar pela primeira vez. 

     “Achei a campanha inspiradora e muito importante para conscientizar os jovens sobre a conservação da floresta amazônica, principalmente, porque nós somos os responsáveis por colocar no poder os candidatos das próximas eleições e é necessário que eles sejam informados e que valorizem a Amazônia”, ressalta Messias.  

     O estudante Eduardo Lucas, também de 16 anos, considera fundamental que os jovens de sua  idade se conscientizem politicamente e entendam como o nosso voto pode impactar a Amazônia. 

     “Minha família é indígena e eu sei muito bem como a floresta sofre com o desmatamento e a depredação, por isso, é importante que cada um faça a sua parte e esteja bem informado. A Amazônia foi o nosso passado, é o nosso presente e será o nosso futuro”, afirma o estudante. 

Sobre a iniciativa “Eu Voto na Amazônia Viva” 

“Eu Voto na Amazônia Viva” é o selo que une duas campanhas de comunicação dedicadas aos povos que moram, trabalham e ajudam a construir os nove Estados da Amazônia Legal. Para manter a Amazônia em pé, fértil e fazer dela mais protegida, justa e próspera, começamos com a participação de todas e todos nas urnas. No próximo dia 2 de outubro de 2022, cada voto conta para eleger plataformas que coloquem a Amazônia nas prioridades do país. Saiba mais em: https://euvotonaamazoniaviva.org/  

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: